Recomeçando aos 40 Guilherme Diamantino, rockeiro, solteiro e youtuber,conta como decidiu deixar suas duas formações superiores e começar uma carreira totalmente distinta aos quarenta anos.

Texto Isabella Diamantino

O mineiro Guilherme Diamantino de 43 anos, formou-se em Processamento de dados aos 22 anos, concluiu Direito aos 28 e entre um curso e o outro, se pós-graduou em Gestão de Negócios. Largou as áreas de sua formação e atualmente realiza seu sonho seguindo a carreira como produtor musical; tem grandes ambições como mudar-se para São Paulo, fazer uma terceira faculdade e viver essa sua nova fase que está apenas começando. Chegou a trabalhar na área que se formou? Quanto tempo? Sim. Logo que me formei em Processamento, passei a gerenciar a parte de TI da Diamantino Advogados Associados, montei redes, dava assistência nos PCs, etc. Sempre trabalhei na Diamantino Advogados Assosiados, empresa jurídica da minha família, então era questão de tempo até fazer direito. Já conhecia o funcionamento do mundo jurídico e isso tornou as coisas mais fáceis, antes de formar já atuava e depois de formado ainda atuei por mais 5 anos. Por que desistiu dessas áreas? Na verdade nunca as quis, mas sempre gostei de computadores e achei que seria uma boa formação e garantia de um emprego estável. O Direito foi uma consequência do lugar que eu trabalhava, do meio jurídico, da minha família, foi legal. Quando percebeu que não queria trabalhar com isso? Desde que eu me apaixonei pelo rock, soube que era isso que eu queria pra mim, tanto profissionalmente quanto pessoalmente. O que o fez tomar a decisão de optar por outra área tão distinta? O amor à música! O que o encorajou? Ficar mais velho, ter mais dinheiro, a paixão pelo rock, ter amigos que já viviam de música e me incentivaram e o apoio das minhas filhas crescidas e com suas vidas próprias. Já estava na hora! Com quantos anos você deixou de advogar? Com 40 anos. Qual seu trabalho atual? Produtor fonográfico, produzo discos. Seja em cd, mídia digital e vinil. Conte-nos um pouco sobre como surgiu a Sapólio Rádio. A Sapólio Rádio (nome de uma banda de hardcore que tive na adolescência) surgiu em 2010 de uma necessidade minha e do meu amigo Fred Laterza de fazermos algo acontecer; ambos tínhamos banda e queríamos que a cena alternativa crescesse. Nesse mesmo ano lançamos o disco da banda Acidogroove. O primeiro documento com a ideia é de 2005 e conta ainda com a participação do Edson Zacca. Quais bandas atualmente a Sapólio Rádio produz? E quais discos já lançou? Alguns que lançamos: Acidogroove - CD - Talvez hoje eu tope um plural Bernes - CD - Infectodemia Uganga - CD, Digital - Eurocaos CD, Digital, Vinil 12’ - Opressor Seu Juvenal - EP - Tres doses do veneno todo - CD, Digital, Vinil 12’ - Rock Errado Lava Divers - EP, Digital, Vinil 10’ Canastra - CD - Confie em mim Mário Andreas - CD - cada um no seu universo Broken Jazz Society - EP - Gas Station Coletâneas - Saca o Som (SOS) Cena cerrado - Digital Além de discos, apoiamos eventos, fazemos booking de bandas e temos várias parcerias, uma delas é o Underdose, nosso programa mensal de rock no Youtube (youtube.com/c/underdosetv) que fazemos, eu, Manu Henriques (UGANGA) e Eddie shumway (travesseiro discos). Existe uma equipe Sapolio Radio ou você trabalha sozinho? Já houve uma “equipe”, hoje somos eu e o Bruno Pinheiro. Por muito tempo a Sapólio fez eventos o que demandava a necessidade de várias pessoas, então abdicamos os eventos e passamos a trabalhar basicamente em divulgação, produção e vendas. Existe preconceito na área da música por acharem que apenas jovens tem triunfo na mesma. O que você acha sobre? Rock e música são assuntos para jovens, pessoas que não me conhecem tendem a estranhar, quem me conhece sabe que eu acho que a juventude é na cabeça. Não tenho saco para me preocupar com o que a maioria pode pensar de mim, não posso ser uma produtora de rock do interior do país querendo ganhar o mundo se eu tiver que me preocupar com isso. Foi difícil começar uma carreira de novo? Não, tem sido sensacional. Faltar grana, errar num investimento, ficar puto com fornecedor, com banda, se meter em furadas, se frustrar com um show, trabalhar em fins de semana, ter que viajar pra caramba, e mesmo assim ver que a vida faz sentido, poxa isso é incrível. Vale a pena ir atrás do sonho? Você se sente realizado? Vale demais da conta sô! Não me sinto realizado ainda e tenho a nítida impressão que não morrerei realizado. Há 20 anos atrás, jamais imaginaria que fazer física seria algo importante na minha vida como acho que é hoje, a cada realização que você conclui, seu horizonte expande e então a realização máxima acaba sendo o caminho e não o fim . Atualmente você trabalha em casa ou em um escritório? Em casa, não tenho mais escritório. Minha empresa é um notebook, uma mochila e um estoque de discos. Como é possível entrar contato da empresa? Na nossa página no facebook: Sapóilio Rádio, site: www.sapolioradio.com.br e via e-mail guilherme@sapolioradio.com.br e bruno@sapolioradio.com.br Quais outras atividades você faz no seu dia a dia? Ouço música, leio muito, assisto milhares de filmes, tenho uma bada de punkrock (o DCV, que gravará um vinil), mantenho o canal no Youtube que havia citado (Underdose), articulo contatos, brinco com o Nicolau (meu cãopanheiro), viajo, estudo, compro discos e vou a eventos de rock. Qual a dica que você tem para quem tem vontade de fazer o mesmo mas fica inseguro em largar tudo e começar de novo? Não posso dizer largue tudo sem nenhum planejamento, seria no mínimo tolo. Se você quer algo, corra atrás, mas prepare-se antes! Você vai errar, mas se você tiver uma margem de erro garantida, então vencerá com mais facilidade. Tenha paciência, a ansiedade pode te levar a cometer erros mais facilmente. Mantenha-se íntegro! Não existe começar de novo, continue a ser, a fazer, acreditar, aceitar suas dificuldades, lidar bem com suas habilidades, e um dia tudo dará certo. E se não der, ao menos faça com que a tentativa seja proveitosa.

Zé Diamantino

Zé Diamantino

Zé Diamantino

EXPEDIENTE SOBRE NÓS CONTATO ASSINE ANUNCIE NA AUGE POLÍTICA DE PRIVACIDADE