90 MINUTOS DE

CHICO BUARQUE

Charles Möeller e Claudio Botelho já transitaram pelos mais dife- rentes musicais americanos, desde clássicos como O Mágico de Oz até eternamente modernos como Hair. Mas eles nunca esconderam sua paixão por Chico Buarque, o autor brasileiro de teatro musical que mais se dedicou ao gênero desde os anos 1960. “Já havíamos montado Ópera do Malandro, Suburbano Coração e Na Bagunça do Teu Coração, que é uma revista com composições do Chico”, conta Botelho. “Mas queríamos criar algo mais focado nas canções.” Foi quando nas- ceu Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos.

 

Não se trata de um recital tampouco de uma apresentação cronológica - Möeller e Botelho decidiram criar uma peça inédita em que os textos são as canções. Uma trupe teatral, vivida pelo próprio Botelho, além de Soraya Ravenle, Malu Rodrigues, Andre Loddi, Estrela Blanco, Felipe Tavolaro, Lilian Valeska e Renata Celidonio, viaja por diversas cidades, apresentando suas peças.

 

O chefe do grupo (vivido por Botelho), já idoso e com a memória comprometida, decide registrar no papel as lembranças que ainda guarda, anotando momentos de sucesso, encontros e desencontros amorosos, cuja harmonia é desestabilizada pela chegada de uma nova integrante (papel de Malu). “Nossa inspiração foram as antigas companhias de teatro, chefiadas normalmente por casais, como Walmor e Cacilda, Odilon e Dulcina, Maria Della Costa e Sandro Polônio, grupos que mambembaram pelo País de ônibus, trem e que certamente colecionaram histórias de glória e traição”, explica Botelho.

 

Leia mais na nova edição da Revista Pitanga