A BELEZA

NAS TRAGÉDIAS

Pelo fato de a maior parte dos textos não serem “literários” ou, pelo menos, de não terem sido escritos com a intenção de impressionarem pela beleza ou com o intuito de causarem impacto na opinião pública ou no seu destinatário e sim a de resolver, na maior parte dos casos, pequenas questões práticas da vida cotidiana ou simplesmente desabafos.

  No entanto, através deles, pode-se desvendar um pouco da personalidade

da verdadeira Frida Kahlo, independentemente de todas as ficções e distorções, criadas à volta da sua figura e, assim, quase se poder escutar a “voz” ou as várias vozes de uma das melhores artistas plásticas não só do século XX mas de toda a história da pintura.

  Nos Escritos de Frida Kahlo estão contidas todas as “Fridas” que compõem a mulher única e inimitável que foi Kahlo e cuja poesia pictórica de que se serve para exprimir as mais intensas emoções e sensações nos seus quadros, integrados no movimento estridentista causaram um impacto de tal forma grande no público e na crítica. Impacto esse que, associado à lenda de mulher sedutora, sensual e revolucionária muito contribui para fazer perdurara a lenda de mulher sedutora e ardente, fazendo simultaneamente perdurar o seu fascínio muito para além da erosão da beleza, e dos fantasmas da doença e da morte.

 

Leia mais na nova edição da Revista Pitanga